Busca:
 
Artigo
 
Artigo: Dois povos, duas crenças: um território
Área: Relações Internacionais
Autor(es): Daniela R. Silva, Diego M. Vieira, Guilherme F. do Nascimento, Marcela B. Daniel, Natalia Vieira e William L. M. Alff | | | | | | | | |
 
Dois Povos, Duas Crenças: Um território


Diariamente os jornais do mundo todo trazem noticias sobre o conflito entre Israel e Palestina .
Algumas pessoas acreditam que a solução para tal conflito é simples,mas infelizmente o problema é muito mais complexo do que se imagina.
Alguns acreditam que a concessão dos territórios conquistados na guerra dos Seis dias,ou pelo menos uma concessão parcial,poderia vir a se tornar uma solução viável para o problema.
Já outros opinam que uma Jerusalém para Judeus,Palestinos e Cristãos é a chave para uma coexistência pacifica.
Mas será que apenas tais medidas seriam capazes de provocar uma mudança na mentalidade de palestinos e israelenses? Mostrando a todos que uma coexistência pacifica é realmente possível !
É nesse instante que nos damos conta da falta de eficácia da ONU,sendo que decisão da própria ONU conduziu ao agravamento de tal crise no Oriente Médio.
É difícil dizer se realmente há uma medida que seja eficaz e que exterminaria por completo todos os princípios de tal conflito.No momento o mais adequado para amenizar e abrir as portas para a tal coexistência seria uma série de medidas agrupadas, sendo que cada uma visaria resolver uma parte especifica da disputa entre Israel e Palestina
Pode-se dizer que um dos ponto mais urgentes a ser abordado nesse momento é a retirada dos EUA,uma vez que eles não conseguem manter ajuda e sua presença faz florescer o grau de inimizades.
Outro quesito de extrema importância, é sobre o preconceito religioso,cada qual deveria saber respeitar a crença dos demais, aceitando a diversidade da Fé,porem isso não acontece,deixando cada vez maior o número de vítimas feitas pelos grupos extremistas.
A solução poderia ser simples e eficaz ,se os dois lados compreendessem que para a própria existência,ambos necessitam estar juntos ,pois se continuaram em constante conflito ficam vulneráveis a problemas externos e acabam se tornando marionetes de paises Imperialistas que não procuram a paz só procuram a própria satisfação.
A questão do terrorismo acaba agravando ainda mais a situação.Israel equivocadamente considera o governo palestino como terrorista ,já os palestinos
deveriam manter uma maior fiscalização sobre seus grupos extremistas ,evitando assim ataques inesperados dos conhecidos Homens-Bombas.
Porem nada disso será útil se os dois lados não tiverem um reconhecimento mútuo,onde Israel reconheça que os palestinos têm todo e qualquer direito sobre uma parte do território pertencente a Israel atualmente
Há muitos quesitos que separam os dois, ambos não parecem preparados para abrir mão de nada e enquanto isso sua população vai sofrendo com miséria, ataques e diversos problemas
Não há inocentes nessa história,
É quase impossível fazer uma previsão sobre o futuro da Palestina e de Israel,as diferenças que os separam são imensas, mas enquanto não houver uma mudança na mentalidade dos dois ,enquanto não se perceber que para o bem das duas nações elas precisam estar em harmonia e que a única forma de combater o inimigo maior seria se aliando não deixando que as diferenças prevaleçam, não haverá a mínima chance de paz.
A única coisa que se é possível prever é que enquanto a paz não ocorre milhares de famílias inocentes vêm seus sonhos destruídos.
 
Outras Informações:
RiansiDesign